memóriadança

Em julho de 2018 a artista começou a experimentar diferentes formas de convidar pessoas para contar memórias. A dançarina convida pessoas para ouviver suas memórias em dança. Assim mesmo, com a possibilidade de ouvir, ver ou viver essa dança de memórias lembradas e reinventadas. 

O trabalho possui um caráter duracional, recebendo públicos de uma a três pessoas por vez. Até então já experimentou três formatos: uma mesa de chá em ruas, corredores ou espaços cênicos; sendo recebida nas casas dos públicos e uma instalação coreográfica em galerias.

 

Para acontecer, tem contado com a essencial colaboração de outras artistas: Kuka Escosteguy e Júlia Godoy. Confira algumas imagens fotografadas pelos olhares sensíveis de João Teofilo, Julia Godoy, Marconi Cristino e Flávio Carvalho.

ENTRE EM CONTATO

Email: abrindoasala@gmail.com

WhatsApp: +64 27 348 6423

  • Grey Facebook Icon